logoifgoiano

Mec premia estratégias de aprimoramento do ensino Profissional e Tecnológico

22/09/2016

Chamado de Desafio da Educação Profissional e Tecnológica, o Ministério da Educação está promovendo uma ação visando o aprimoramento da Rede ETP. Este projeto é uma consulta pública, por meio da qual todos os cidadãos são convidados a enviar propostas, curtir, comentar e compartilhar experiências exitosas para o desenvolvimento da educação profissional e tecnológica do país.

O Desafio está dividido em três rodadas, que se diferem por temas de atuação. Atualmente, o projeto está recebendo projetos para a primeira e segunda rodadas. Interessados devem enviar propostas até 27 de setembro, para a primeira rodada, e até 25 de novembro, para a segunda rodada. Já a terceira etapa será promovida no período de 23 de janeiro a 24 de março de 2017 (veja edital abaixo com os temas de cada rodada).

As propostas recebidas serão avaliadas por um comitê formado por agentes públicos e especialistas. Para essa avaliação, serão considerados os seguintes critérios: viabilidade de implementação por cidadãos, entes públicos ou privados; introdução de inovação no que tange a práticas anteriores; utilização eficiente de recursos (materiais, financeiros, humanos, organizacionais e tempo); e previsão de resultados positivos quanto à contribuição para a resolução do desafio ou quanto aos direitos dos cidadãos.

Os participantes serão classificados de acordo com a sua contribuição e participação na consulta pública. Os mais bem classificados serão premiados conforme as seguintes categorias: participantes individuais (pessoa física); cursos técnicos e de graduação de Institutos Federais de Educação Profissional, Científica e Tecnológica; cursos técnicos e de graduação das Universidades Federais; e escolas públicas estaduais e municipais em cada uma das cinco regiões do país. As premiações para pessoas físicas chegam a R$ 2 mil. Já cursos e escolas podem ser contemplados com até R$ 25 mil.

As melhores propostas serão selecionadas, organizadas e recomendadas para implementação pela população e/ou por entidades públicas e privadas. As experiências serão selecionadas e utilizadas para exemplificar e dar visibilidade às ações, bem como estimular a mobilização. Entes públicos e privados participantes do projeto fornecerão periodicamente informações a respeito das propostas que estão sendo implementadas e dos resultados obtidos. As propostas que possibilitarem resultados de maior impacto receberão mais estímulos para novas implementações.

Fonte: Instituto Federal Goiano